• Publicidade

Conheça as causas, os sintomas e os tratamentos da Azia

A azia não é apenas um desconforto, como muitos pensam, mas sim uma doença que se chama “Doença do Refluxo Gastroesofágico” e se se apresenta como uma forte dor em baixo do peito. Para muitos não é claro as causas, sintomas e tratamentos da azia.

Devido a recorrentes dúvidas acerca dessa doença, decidimos esclarecer de forma popular: as causas, os sintomas e o tratamento da azia.

Causas da azia

Antes de tudo, é necessário entender o que acontece quando estamos com azia. O mais comum é quando o suco gástrico (que é ácido) volta para o nosso esôfago, sendo este frágil ao contato com esse suco gástrico. Desta forma as paredes de nosso esôfago sofrem com esta corrosão e começamos a sentir a famosa queimação.

A causa mais convencional é alteração no esfíncter que separa o esôfago do estômago. Esfíncter, em nosso sistema digestivo, funciona como uma válvula de retenção, que abre para a passagem do alimento e fecha para que este não volte. Alterações nesse esfíncter fazem com que ele não retenha mais os alimentos e o suco gástrico que existe em nosso estômago.

Outro fator que pode acarretar na azia é a fragilidade dessa região muscular interna, o que normalmente acaba acontecendo com crianças, que possuem esses órgãos ainda em formação.

Uma última causa existente é um deslocamento que ocorre entre o esôfago e o estômago chamado Hérnia de hiato.

Sintomas da Azia

A famosa sensação de queimação é o principal sintoma apresentado pela azia. Como o suco gástrico pode voltar até a boca, esta queimação, que originalmente ocorre um pouco abaixo do pulmão, pode ser sentida no meio do peito, na garganta e até na região bucal.

Alguns relatos apontam que pessoas com azia aguda sentem inclusive a sensação de dor no peito semelhante à de um infarto.

Existe sintomas dessa queimação atrelados a problemas respiratórios, como a tosse seca, bronquite, asma e até pneumonias.

Tratamentos das Azia

Gostaríamos aqui, de ressaltar que existem fatores que contribuem para esta doença do refluxo gastroesofágico, pois caso haja uma mudança de hábitos, o controle é possível sem a utilização de medicamentos.

Segundo estudos realizados por professores de medicina da Universidade de Stanford, a queimação ocorre em 8 de cada 10 pessoas obesas, enquanto apenas 2 de cada 10 pessoas que possuem o peso ideal ou estão abaixo do peso apresentam esse sintoma. A redução de peso pode ser uma alternativa interessante para diminuir estes refluxos.

Comidas ácidas (como molhos de tomate, café, chás preto) também contribuem para a sensação de azia, bem como comidas extremamente gordurosas e consumidas a poucas horas antes de dormir.

Outros tratamentos ocorrem como nos casos de hérnia de hiato, cirurgias simples resolvem este deslocamento sem causar riscos ao paciente. Em casos de queimação intensa, os médicos podem receitar medicamentos que auxiliem na redução da produção de ácido no nosso organismo.

Considerações Finais

Se uma mudança de hábitos não resolver seus problemas de azia, procure um médico, pois o problema pode ser de outras naturezas.

Outra dica e que pode resolver este problema é a posição em que está dormindo. Pessoas que dormem de barriga para baixo tendem a ter mais frequentemente azia do que pessoas que dormem em outras posições. Isso devido à pressão intra-abdominal que acaba forçando o suco gástrico e os alimentos a voltarem ao esôfago.

Por fim…

Este artigo te ajudou? Caso tenha restado alguma dúvida, comente abaixo que ficaremos honrados em respondê-la! COMPARTILHE!

Leia também:
Os 5 alimentos mais nocivos ao organismo
Veja aqui como se livrar da má digestão
Saiba mais sobre 6 causas da prisão de ventre
5 frutas para ajudar combater a constipação intestinal naturalmente

Sobre Galdino

Paixão por saúde e qualidade de vida. Desde 2013 buscando informações sobre a melhor maneira de se viver com mais saúde e melhor qualidade de vida. Mantenho alguns blogs com o objetivo principal de passar adiante as informações e o conhecimento que tenho adquirido ao longo desse tempo. Durante esses anos tenho "corrido" atrás de conteúdos relevantes que, de alguma forma possa me ajudar e ajudar outras pessoas a viver com mais qualidade de vida. Ps. Tenho 47 anos, sou goiano, evangélico, solteiro e tenho um filho de 13 anos, motivo do meu orgulho e alegria. Sou apaixonado séries e filmes de ação. Adoraria aprender tudo sobre fotografia.
Adicionar a favoritos link permanente.

Um Comentário

  1. Pingback:Causas, sintomas e tratamentos da Azia | Saúde em alta

Deixe seu comentário

  • Publicidade