• Publicidade

Alimentação vegana: O que caracteriza e o que você precisa saber

Você provavelmente já deve ter ouvido falar sobre alimentação vegana, mas sabe o que envolve o termo vegano? Basicamente, o veganismo é um estilo de vida que evita o consumo de qualquer tipo de produto de origem animal, seja alimentação, vestuário ou para qualquer outro propósito.

Porque as pessoas aderem a esse estilo de vida

As pessoas adotam a alimentação vegana ou o veganismo em si por razões de certa forma relacionadas entre si, que incluem:

  • Não desejar que os animais sofram em decorrência dos nossos hábitos de consumo;
  • Acreditar que matar qualquer tipo de vida animal é errado;
  • Reduzir o impacto ambiental relacionado ao abate dos animais para fins industriais ou comerciais.

No coração de um vegano está o princípio de que os animais não existem para suprir as nossas necessidade de consumo.

Alimentação vegana

Agora que você já viu o que caracteriza o estilo de vida vegano, vamos esclarecer algumas coisas que você precisa saber caso esteja pensando em aderir uma alimentação vegana.

Suplementação de vitamina B12

A vitamina B12 é encontrada somente em alimentos de origem animal, sendo assim você terá que recorrer a suplementos alimentares que lhe forneçam essa vitamina. A deficiência de vitamina B12 pode ocasionar em:

  • Fadiga;
  • Fraqueza;
  • Constipação;
  • Perda do apetite;
  • Perda de peso (o tipo ruim);
  • Problemas nos nervos;
  • Depressão.

Suplementação de ferro

O ferro vem de duas formas: heme e não heme. O ferro heme é encontrado nos alimentos de origem animal, sendo esse de alta biodisponibilidade, ou seja, são fáceis de serem absorvidos pelo organismo.

O ferro não heme é encontrado nos vegetais, principalmente nos verdes escuros. Esse tipo de ferro é de difícil absorção, por isso, talvez seja necessário que você faça uso de suplementos alimentares que lhe forneçam as quantidades adequadas de ferro.

Preste atenção no que será a base de sua alimentação

Se você não é adepto à vegetais, frutas e legumes, não entre nessa. Pode parecer estranho, mas algumas pessoas que aderiram à alimentação vegana vivem à base de pão branco, macarrão e produtos embalados de alto valor calórico e pouco valor nutritivo.

É totalmente compreensível sua intensão de proteger os animais e contribuir com o meio ambiente, porém, você não pode deixar sua saúde de lado.

Tome cuidado com os derivados da soja

Em geral, os críticos exageram sobre os perigos da soja e os promotores exageram sobre seus benefícios. Embora os cientistas ainda estejam estudando os efeitos da soja sobre o câncer e a saúde cardíaca, uma coisa é certa: Consumir muita carne vegana com base de soja é sem dúvida pior para a saúde do que os produtos de qualidade originados dos animais.

Os substitutos da carne são muitas vezes alimentos processados e carregados com sódio e conservantes, por isso, tome cuidado.

Não faça uma mudança repentina

Você não precisa acordar e de repente aderir à alimentação vegana. É preciso fazer essa mudança aos poucos. Comece adicionando mais vegetais, frutas e legumes a sua dieta e vá diminuindo os alimentos de origem animal, a exemplo das carnes, ovos, laticínios e do mel.

As mudança deve ser feita de forma gradual, desse modo você vai avaliando como seu organismo e sua saúde se comportam.

Prepare-se para as explicações

Ao aderir a uma alimentação vegana prepare-se para as explicações. As pessoas parecem não entender muito algumas dietas, especialmente se você desafiar o que elas sempre acreditaram. A melhor maneira de minimizar o conflito é enfatizar que você tem suas próprias razões e que isso está funcionando para você.

Prepare-se para ler as embalagens

Só porque um produto parece ser vegano não quer dizer que ele realmente seja vegano. Verificar os ingredientes nos rótulos e embalagens é uma obrigação se você pretende levar sua alimentação vegana a sério.

A caseína e o soro de leite (derivados do leite) estão presentes em muitas barras de cereais, pães e granolas, enquanto as gelatinas contém o sebo, uma espécie de gordura animal.

Enfim, uma alimentação vegana vai além de apenas evitar os produtos de origem animal. Você irá precisar ter outros cuidados se realmente quiser seguir a dieta à risca sem prejudicar sua saúde.

O artigo foi útil para você? Comente, curta ou compartilhe?

Leia também:
Dieta Vegetariana – Saiba quais são as melhores opções para esta dieta
Receitas vegetarianas: 5 receitas para você se inspirar
O que é dieta customizada?
Veja 6 formas alternativas de ingerir proteína sem comer carne

Sobre Galdino

Paixão por saúde e qualidade de vida. Desde 2013 buscando informações sobre a melhor maneira de se viver com mais saúde e melhor qualidade de vida. Mantenho alguns blogs com o objetivo principal de passar adiante as informações e o conhecimento que tenho adquirido ao longo desse tempo. Durante esses anos tenho "corrido" atrás de conteúdos relevantes que, de alguma forma possa me ajudar e ajudar outras pessoas a viver com mais qualidade de vida. Ps. Tenho 47 anos, sou goiano, evangélico, solteiro e tenho um filho de 13 anos, motivo do meu orgulho e alegria. Sou apaixonado séries e filmes de ação. Adoraria aprender tudo sobre fotografia.
Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe seu comentário

  • Publicidade