• Publicidade

Procedimentos clínicos indicados para quem deseja trabalhar com direção automotiva

O exame toxicológico é um tipo exame laboratorial no qual tem como objetivo identificar se a pessoa consumiu ou foi exposta a algum tipo de substância tóxica/ droga nos últimos 90 ou 180 dias.

Esse exame é obrigatório desde 2016 para poder emitir ou renovar da carteira de motorista das categorias C, D e E, e precisa ser realizado em laboratórios licenciados pelo DETRAN. O exame toxicológico para motorista é muito usado em procedimentos de emissão e renovação da habilitação, ele também pode ser feito em hospitais quando tiver suspeita de envenenamento por substâncias tóxicas ou ansiolíticos.

Por exemplo, deve ser informado em algumas ocasiões o grau de exposição da pessoa a essa substância e, também, pode ser empregado em casos de overdose, indicando a substância responsável pelo problema. O seu preço varia conforme o laboratório, mas pode ser encontrado entre R$200 e $400,00. O resultado é entregue em mais ou menos 4 dias.

O exame toxicológico identifica a presença de muitas substâncias no organismo dentro do prazo dos últimos 90 ou 180 dias. Veja algumas substâncias que são detectadas pode ele:

  • Maconha;
  • Ecstasy;
  • Cocaína;
  • Heroína;
  • Crack.

Entretanto, ele não consegue detectar a utilização de antidepressivos, esteróides ou anabolizantes. Para esses, outro modelo de análise é necessário ver se a pessoa faz a utilização dessas substâncias, identificando os tipos, efeitos e consequências das drogas à saúde.

O exame toxicológico, ou exame toxicológico de larga janela de detecção, pode ser realizado por meio de materiais biológicos: sangue, urina, suor, saliva, cabelo ou pêlos, os dois últimos mais usados, porque fornecem melhores resultados.

Dentro de um laboratório um profissional habilitado realiza a coleta do material e envia para a análise no qual varia conforme o laboratório, pois existem muitas técnicas para detecção de substâncias tóxicas no organismo.

Saiba mais sobre o check up cardiológico

O check up cardiológico ajuda no controle das doenças que afetam o coração e identifica precocemente algumas alterações na qual comprometem o coração, mesmo não apresentando nenhum dos sintomas.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), 80% dos motivos que geram doenças que afetam o coração são pontos nos quais são modificáveis, podendo ser prevenidos com uma mudança simples nos hábitos de vida.

Ele é feito por meio do exame clínico, anamnese, exame físico e de outros exames complementares. O exame é realizado pelo cardiologista, pois tem a função de prevenir doenças cardíacas ou acompanhar a doença. Assim, o médico orienta a prevenção e a recomendação de um melhor hábito de cada paciente.

Ao longo do exame clínico, o cardiologista identifica: hábitos de vida, fatores de risco, doenças prévias e hereditárias do paciente, problemas cardíacos e presença de sinais físicos no qual podem indicar alterações cardiovasculares. Dessa maneira, a realização de alguns exames também integra o check-up cardiológico, assim, ajudando no diagnóstico clínico.

Em muitos casos, as doenças cardíacas possuem maior índice de cura quando são detectadas no seu estágio inicial. Por esta razão, alguns procedimentos são essenciais como: exames laboratoriais relacionados à dosagem de níveis de colesterol, triglicérides e glicemia; eletrocardiograma e teste ergométrico (teste de esforço).

Podem ser solicitados outros exames complementares, mas tudo varia conforme o paciente e a investigação conduzida pelo especialista.

Conheça o curso de primeiros socorros

Um curso de primeiros socorros garante o bem-estar e a saúde humana na qual faz processos básicos visando garantir o atendimento de pacientes que sofrem algum tipo de problema como, por exemplo, cortes, queimaduras, desmaios, entre outros sintomas e condições de saúde.

Os primeiros socorros são ações voltadas para auxiliar rapidamente os pacientes. Por isso, são considerados processos de emergência nos quais têm a função de manter os sinais vitais das vítimas funcionando e não agravar o quadro de saúde do socorrido.

Os primeiros socorros visa o atendimento inicial de emergência, preparando a vítima para um atendimento especializado ao que ela precisa, impedindo, assim, o risco que leva ao óbito.

As técnicas de primeiros socorros são aplicadas em vítimas de acidentes, mal súbito ou em perigo de vida derivados de choques elétricos, envenenamentos, infartos e paradas cardiorrespiratórias, picadas de animais peçonhentos, asfixias por corpos estranhos, entre outros.

Com os serviços de primeiros socorros usados nessas ocasiões, reduz os sintomas dos pacientes que são transferidos para áreas específicas para a execução do devido tratamento.

O socorrista é o responsável pelos primeiros socorros, mas nos casos de emergência, qualquer pessoa que tenha um conhecimento básico de primeiros socorros pode realizar o atendimento.

As primeiras instruções são bem simples e gerais: é necessário isolar a vítima e protegê-la dos agravamentos dos sintomas. Em relação ao tratamento, tudo pode variar conforme o nível de gravidade da pessoa a ser socorrida. Por fim, é importante ter em mente que esse é um processo fundamental para salvar vidas e essencial para segurança da vida humana.

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe seu comentário

  • Publicidade